[ editar artigo]

Gestação Tardia

Gestação Tardia

A realidade das mulheres mudou muito nos últimos tempos, o “Empoderamento” e a conquista tanto de seus direitos como de seu espaço na sociedade também mudou um pouco a perspectiva a respeito da maternidade.

Cada vez mais mulheres têm optado por ter filhos após concluir a faculdade ou consolidar sua carreira, ou seja, normalmente depois dos 30. Já passou o tempo onde a frase “depois dos 30 é velha para ser mãe” fazia algum sentido.

Para você ter uma ideia, essa nova realidade é comprovada por uma pesquisa do DATASUS onde foi divulgado que o aumento de mulheres que tiveram filhos na faixa entre os 35 e 39 anos foi maior do que 100% só entre 1994 e 2006!

Quebrando os tabus

Como pudemos perceber nos dados da pesquisa, tem sido uma realidade muito comum, no entanto, alguns tabus ainda existem, especialmente a respeito de “ser muito velha” por isso vamos repensar essa ideia do que é de fato “ser velha”.

Existe a idade cronológica, mas também existe a idade biológica, veja bem, uma mulher de 39 anos que tem uma boa dieta alimentar, que cuida do seu sono e pratica exercícios físicos regularmente, tem uma idade biológica menor do que uma mulher de 29 anos sedentária e com outros hábitos de vida nocivos. Inclusive uma pessoa mais jovem com diabetes fica mais sujeita a ter complicações na gravidez do que uma mulher mais velha e saudável.

Leia também: Conheça e fique por dentro dos exames do pré-natal

Obstetras inclusive afirmam que uma mulher mais velha pode ter uma gravidez tão tranquila quanto a de mulheres mais novas, o segredo é sempre o pré-natal e o bom acompanhamento médico.

Sobre não acompanhar o ritmo das crianças, isso é mito, pois não depende da idade da mãe, depende de como é a criança, quantas jovens mães se desesperam com crianças agitadas hoje em dia, não é mesmo? Além disso, quantas vezes você já pensou “se eu soubesse tudo o que sei agora quando era mais nova, teria sido diferente”? Uma mãe madura tem muito mais experiência de vida para lidar com as mais diversas situações.

Fatores Biológicos relevantes

É fato que uma mulher mais velha possui menos óvulos e que eles também são “mais velhos”  já que nascemos com os óvulos formados e que o número de óvulos começam a diminuir a partir dos 30 anos e diminui ainda mais após os 35.

O conselho dos médicos é que se a mulher planeja ter filhos mais velha, ela também se organize para congelar os óvulos, o que vai aumentar a sua probabilidade de uma gestação tardia.

Mesmo assim, caso você já tenha mais de 35 e tenha o desejo de ser mãe, vale cuidar da sua saúde com uma boa  alimentação, sono adequado (entre 7 e nove horas por dia) e exercícios físicos, além de procurar um profissional para te orientar nos exames que precisam ser realizados.

Existem riscos na gestação tardia?

A resposta é sim, tanto quanto em gestações de mães mais jovens com pouca diferença nos números de abortos. Há riscos também de diabetes gestacional, pré eclâmpsia e parto prematuro. No caso da diabetes gestacional, os números normais são de 1 a cada 10 mulheres e na pesquisa realizada entre gestantes com mais de 35 anos o número foi de 2 a cada 10 mulheres.

Leia também: O que você precisa saber antes de engravidar

O segredo é o acompanhamento médico, sempre! Algumas equipes médicas consideram maiores riscos após os 40 então realizam um acompanhamento bem de perto dessas mamães e seus bebês.

Percebemos então que SIM! É possível! E que não é tarde demais para mulheres que desejam engravidar após os 35 anos, basta se cuidar bem, como é recomendado em toda gestação.

Se você é uma mamãe que teve seu filho com mais de 35 anos, queremos saber sua experiência, conte para nós nos comentários!

 

 

 

Comunidade Materna
Comunidade Materna
Comunidade Materna Seguir

Redação Comunidade Materna

Ler conteúdo completo
Indicados para você