[ editar artigo]

O leite materno pode ser uma fonte de anticorpos contra o coronavírus para os bebês

O leite materno pode ser uma fonte de anticorpos contra o coronavírus para os bebês

Segundo um estudo publicado pela revista "The Journal Of The American Medical Association", dois anticorpos (IgA e IgG) foram identificados no leite materno produzido por mulheres que receberam a vacina pfizer-biontech.

Vamos entender um pouco sobre os anticorpos IgA e igG:

"Proteínas do sistema imune, frente de defesa do corpo contra doenças"

IgA: protege contra infecções de membranas mucosas (boca/vias aéreas/aparelho digestivo).

IgG: principal anticorpo presente no sangue agindo dentro dos tecidos para combater infecções.

Para este estudo realizado em Israel, foram colhidas 504 amostras de leite materno de 84 mulheres.

Na primeira semana 61,8% apresentaram anticorpos IgA contra a covid, após a segunda dose da vacina esse percentual subiu para 86,1%.

Já os níveis das células de defesa contra a doença, anticorpo IgG, permaneceram baixos e foram aumentando a partir da quarta semana, após a segunda dose do imunizante, entre a 5ª e 6ª semana, 97% das amostras apresentaram o anticorpo.

Muitas pesquisas estão sendo realizadas, inclusive uma análise feita pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP, concluiu a partir de mais de 100 estudos clínicos, que mães imunizadas contra o novo coronavírus passam anticorpos para os bebês através do leite materno e podem prevenir a infecção ou reduzir a gravidade dos sintomas dos bebês.

A técnica de enfermagem, Vanessa Guedes, mãe da Valentina, conta como foi sua experiência. Ela diz que conversou com médicos ginecologistas que defendem a vacina e optou por tomar, e ainda ressaltou que a bebê Valentina não apresentou sintoma e nenhum tipo de efeito.

Outro objetivo da pesquisa é entender o quanto o leite pode ser utilizado como forma de obter anticorpos para ajudar bebês que dependem de bancos de leite.

Apesar de pesquisadores acreditarem que o resultado sugere que os anticorpos presentes no alimento possam ajudar a proteger os bebês contra a covid-19, essa conclusão depende de novos estudos científicos.

 

Comunidade Materna
Comunidade Materna
Comunidade Materna Seguir

Redação Comunidade Materna

Ler conteúdo completo
Indicados para você