[ editar artigo]

Meu bebê tem a pálpebra caída, é normal?

Meu bebê tem a pálpebra caída, é normal?

Um bebê nasce com a pálpebra superior caída, obstruindo parcialmente a sua visão. Quando ocorre nos dois olhos, inclina a cabeça para trás para conhecer o mundo.

As pálpebras caídas é o termo comum para Ptose Palpebral. Diversas são as causas para a queda das pálpebras, mas a causa congênita é a mais comum na infância.

Ocorre ainda dentro do útero, por uma falta de desenvolvimento do músculo que levanta a pálpebra superior ou de seu tendão. A gravidade é variável, podendo ser apenas uma alteração estética ou uma completa obstrução da visão. Em ambos os casos, é indicada a abordagem cirúrgica para retomar a função da pálpebra.

Nos casos graves, se não tratada, a ptose palpebral pode gerar astigmatismo do lado afetado ou até perda total da visão por privação, o cérebro entende que aquele olho não traz informações e exclui da função! Quanto mais precoce a correção, melhor é a função a longo prazo.

Existem outras causas para a ptose palpebral, algumas que não são cirúrgicas e que possam necessitar de tratamentos com medicações e um acompanhamento mais rigoroso. Entender a causa para a queda das pálpebras, isto é, um diagnóstico correto é essencial para se ter o melhor tratamento possível, seja do ponto de vista estético ou funcional! Procure um especialista no assunto, procure um cirurgião plástico pediátrico.

Comunidade Materna
Rafael Zatz
Rafael Zatz Seguir

Cirurgião Plástico Especializado no tratamento de crianças: Moldagem de Orelhas, Otoplastia, Ptose Palpebral (Pálpebras Caídas), Fissura Labiopalatina, Nevus Melanocítico Congênito, Hemangioma, Cir em Adolescentes. Cirurgia Estética em Adultos

Ler conteúdo completo
Indicados para você